Casal acha filha desaparecida desde 1994

"Não consigo descrever a esperança, a desilusão e o desespero que vivemos ao longo de 24 anos. Agora podemo-nos encontrar, finalmente", disse o pai.

Na China, em 1994 Wang Mingqing e a mulher Liu Chengying estavam vendendo frutas quando a filha Qifeng de apenas 3 anos desapareceu.   “Foram apenas cinco minutos e depois a minha filha foi-se embora”, recordou Mingqing.

Após o acontecido, o casal começou uma busca sem fim pela filha, e durante anos mantiveram contato com autoridades, espalharam cartazes com o rosto da menina, além de visitar hospitais e orfanatos á procura de  Qifeng.

Em 2015 Mingqing decidiu se tornar taxista para divulgar o caso a um numero maior de pessoas. 

Distribuiu milhares de panfletos, além de falar sobre o desaparecimento da filha pedindo para divulgarem o caso nas redes sociais.

Assim, história começou a repercutir e um retratista da polícia que ficou sabendo do caso decidiu ajudar desenhando um retrato de Qifeng com traços adultos.

Quando a imagem começou a circular pelas redes sociais,  Kang Ying que estava do outro lado do país ficou surpresa por se parecer tanto com a mulher do retrato e entrou em contato com o taxista que constatou traços semelhantes, inclusive uma cicatriz na testa.

Antes outras mulheres foram identificadas pela polícia, mas os testes de DNA não batiam.

Depois de testes, para a felicidade do casal, ficou provado que Kang Ying (Qifeng) era mesmo a filha desaparecida.

“A partir de agora, o pai está aqui. Não precisas de te preocupar com nada. O pai vai ajudar-te”, disse Mingqing na primeira vez que falou com a filha através de uma ligação via Messenger.

De acordo com a imprensa chinesa, a menina foi adotada por uma família e mudou de nome. “O mundo inteiro dizia-me que não tinha mãe, mas eu tenho”, disse Kang Ying ao site chinês The Cover.

 

Fontes:
https://www.dn.pt/mundo/interior/taxi-ajudou-a-encontrar-filha-desaparecida-ha-24-anos-9230552.html

Como interagir melhor com seus filhos

O que perguntar no lugar do "como foi seu dia" para um melhor diálogo.

Depois de um longo dia de trabalho e escolar das crianças, saiba o que explorar no convívio quando seus filhos não querem conversar.

Veja exemplos a seguir:

1 – O que fez você sorrir hoje?
2- Você pode me dizer um exemplo de bondade que você viu / mostrou?
3- Havia um exemplo de maldade? Como você respondeu?
4- Todos têm um amigo no recreio?
5- Qual foi o livro sobre o que seu professor leu?
7- Alguém fez algo bobo para fazer você rir?
8- Alguém chorou?
9- O que você fez foi criativo?
10- Qual é o jogo mais popular no recreio?
11- Qual foi a melhor coisa que aconteceu hoje?
12- Você ajudou alguém hoje?

13- Você disse “obrigado” a alguém?
14- O que fez você rir?
15- Você aprendeu algo que você não entendeu?
16- Quem te inspirou hoje?
17- Qual foi a sua parte menos favorita do dia?
18- Você se sentiu inseguro?
19- O que você ouviu que te surpreendeu?
20- O que você viu que te fez pensar?
21- Com quem você brincou hoje?
22- Diga-me algo que você sabe hoje que você não sabia ontem.
23- O que te desafiou?
24- Alguém te ajudou nas atividades hoje? E quem você ajudou?
25- Você gostou do seu almoço?
26- Avalie seu dia em uma escala de 1-10.
27- Alguém teve problemas hoje?
28- Você ficou bravo hoje? Por quê?
29- Quais as perguntas que você perguntou na escola hoje?
30- Conte-nos as duas principais coisas do dia de hoje (antes que possa sair da mesa de jantar!).
31- Pelo que você está ansioso para amanhã?
32- O que você está lendo?
33- Qual foi a regra mais difícil de seguir hoje?
34- Ensine-me algo que não conheço.
35- Se você pudesse mudar uma coisa sobre o seu dia, qual seria?
36- O que fez o seu professor sorrir? O que a fez franzir a testa?
37- Com que tipo de pessoa você acha que estava hoje?
38- O que fez você se sentir feliz?
39- O que o fez sentir orgulhoso?
40- O que fez você se sentir amado?
41- Você aprendeu novas palavras hoje?
42- O que você espera fazer quando acabar suas aulas desse ano?
43- Se você pudesse trocar de assento com qualquer pessoa na classe, quem seria? E por quê?
44- Qual é a sua parte menos favorita da escola? E a favorita?
45- Se você trocasse de lugar com seu professor amanhã, o que você ensinaria na aula?

Fontes:
https://www.revistapazes.com/50-coisas-perguntar/

Presidente Donald Trump faz seu primeiro comentário público sobre bombas em Austin

Bombas em pacotes que mataram duas pessoas e outros feridos tem deixado o clima tenso no Texas por tensões raciais.

Nas últimas semanas 4 explosões ocorreram na capital do Texas.

As explosões que mataram um homem e um adolescente, além de mais dois feridos, tem vítimas de origem hispânica e afro-americanos, por isso a polícia não descartou que os bombardeios possam ter sido motivados por razões raciais.

Nesta terça-feira, Donald Trump fez sua primeira declaração sobre os atentados que vem ocorrendo desde 2 de março.

Trump disse que “trabalhar com os governos locais tem sido ótimo” e que os bombardeios são “terríveis”.

A investigação continua, depois que um pacote supostamente destinado a Austin explodiu no FedEx em Schertz (Texas) nessa terça.

 
Fontes:
https://www.statesman.com/news/local/first-public-comment-trump-calls-austin-bombings-disgraceful-says-not-easy-find-culprit/Gtn5nfdfLJ9W5c75EW6hMP/

Designer japonês cria fonte que une de forma inteligente escrita tradicional com alfabeto Braille

Proposta foi criada para os Jogos Olímpicos de 2020, defendendo a implementação em espaços públicos.

O designer japonês Kosuke Takahashi criou uma família tipográfica que une a escrita e Braille que se chama Braille Neue, o que o torna legível para  pessoas com visão normal e deficientes visuais.

Ele defende a implementação em espaços públicos, tanto para ajudar deficientes visuais, quanto para o público geral de familiarizar com alfabeto Braille.

A proposta vai ser utilizada nos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020.

 

Fontes:
https://www.designerd.com.br/designer-cria-fonte-que-combina-a-escrita-em-braille-com-a-tradicional/

Americanos anunciam cigarro sem nicotina que impede o vício

A saúde dá o primeiro passo para reduzir drasticamente o nível de nicotina dos cigarros.

A Food and Drug Administration (FDA) lançou a idéia verão passado, mas só agora forneceu novos detalhes em uma declaração do governo sobre a redução drástica de até 80%.

De acordo com a lei, o FDA pode regular a nicotina, mas não remover completamente.

A FDA estima que a taxa de tabagismo nos EUA vai cair para 1,4% até 2060. Atualmente a taxa está em 15%.

Porém, disseram que  o maior impacto será evitar que jovens se tornem viciados.

Cigarros de baixa nicotina não são idéia nova. Várias empresas experimentaram a venda de produtos nos 80 e 90, sem muito sucesso.

O comissário Scott Gottilieb da FDA, prevê uma nova classe de produtos revisados pelo FDA que entregam nicotina sem os subprodutos tóxicos da queima do tabaco.

Fontes:
https://www.usnews.com/news/business/articles/2018-03-15/fda-begins-anti-smoking-push-to-cut-nicotine-in-cigarettes

O motivo de não permitirem fotos dentro de cassinos

O fato ocorre em boa parte dos cassinos mundiais e se resume em segurança e privacidade.

Nem todos que frequentam um cassino querem ser vistos lá, seja por alguém desaprovar ou qualquer outro motivo.

Mas nos últimos anos essas regras começaram a ceder um pouco, visto que privacidade não é comum com a inegável mudança cultural. 

Mesmo assim,  é praticamente impossível um cassino liberar postar algo na internet.

Outro ponto é a segurança dos mecanismos das máquinas dos cassinos.

Tirar fotos significam oportunidades de saber como tudo funciona.

Ao longo do tempo a matemática se mostrou muito útil para conseguir grandes fortunas, fazendo com que grandes cassinos  mundiais tivessem grandes perdas. Mas isso só é possível com fotos, que é onde a proibição entra.

Apesar de um tema muito falado, a liberação de cassinos no Brasil segue sem entusiamo no Senado, principalmente nesse ano de eleição.

Fontes:
https://www.fotografia-dg.com/por-que-nao-e-possivel-tirar-foto-nos-cassinos-de-las-vegas/

Adolescente quase morre e fica paralisado após engolir caracol que causou grave infecção cerebral

Esses caracóis que são uma praga no Brasil gostam de ambientes quentes, úmidos e com sombra, ou seja, o quintal da sua casa e terrenos abandonados são os lugares de reprodução.

Aceitando o desafio de comer uma lesma de jardim, Sam Ballard um  jogador de rugby da Austrália teve consequências devastadoras, que levou a uma infecção parasitária que causou uma grave doença cerebral, o deixando paralisado do pescoço para baixo.

Na época do acidente que ocorreu em 2010, Sam tinha 19 anos.

Ele estava carregando o parasita Angiostrongylus Cantonesis, que pode estar em um caracol, mesmo que você vê no seu jardim ou na rua. 

Esses parasitas geralmente contaminam ratos, mas durante os estágios iniciais no ciclo de vida, eles podem ser carregados por caracóis que comem fezes de ratos, podendo infectar pessoas que o consumiram.

No caso de Sam, causou uma grave infecção cerebral que o deixou de coma por 420 dias.  Acordou paralisado e só foi liberado do hospital três anos depois. 

Sam continua paralisado, e requer grandes cuidados. Apesar do caso ter alguns anos, voltou às notícias após seu pacote de benefícios do seguro na Austrália ser cortado.

O parasita que é vulgarmente conhecido como pulmão de rato, também pode infectar sapos, caranguejos e camarões de água doce, que podem infectar pessoas que consumirem esses animais crus ou mal cozidos. 

O caracol infectado com o Angiostrongylus Cantonensis transmite a meningite eosinofílica. O ser humano participa do ciclo como um “hospedeiro acidental” do verme, ao ingerir alimentos que estejam contaminados por meio do contato com a secreção do animal.

Se você se deparar com desses na sua casa, o controle restringe-se basicamente,  a catação manual periódica desses animais e dos ovos (proteção das mãos com uso de luvas ou sacos plásticos) e posterior eliminação, preferencialmente por incineração. Pode-se também coletar os caramujos e posteriormente esmagá-los e enterrá-los, acrescentando uma colher de cal virgem para evitar a contaminação do solo.

Fontes:
https://www.livescience.com/61957-teen-paralyzed-after-eating-slug.html