Receita não pode mais apreender seu notebook quando voltar do exterior

Máquinas fotográficas, notebook, celular, e outros itens de bagagem não podem mais ser retidos, mesmo sem nota fiscal

“A apreensão de um notebook, que se encaixa como bagagem, mais precisamente como bem de caráter manifestamente pessoal, não implica na aplicação de perdimento, e nem na cobrança do tributo”, afirmou Clodomir Sebastião Reis, juiz convocado do caso.

Agora a Receita Federal não pode mais apreender seus bens na volta do exterior mesmo sem nota fiscal, porque os itens de bagagem não apresentam finalidade comercial, de acordo com o Tribunal Regional Federal da 1ª Região que declarou nula uma apreensão e determinar que o fisco liberasse o equipamento a dona.

O conceito se aplica por exemplo em uma relógio de pulso ou celular, itens que o viajante pode estar usando no momento do desembarque.

Fontes:
https://www.conjur.com.br/2018-fev-05/item-bagagem-notebook-nao-retido-receita

A fraude da Herbalife exposta em documentário no netflix

Ameaças de deportação eram frequentes aos que denunciavam a empresa

O documentário Betting on Zero , de Ted Braun retrata a história do modelo de negócio da Herbalife, como sendo a maior fraude piramidal da história.

A Herbalife é acusada de aplicar o golpe em comunidades latinas e países em desenvolvimento como Brasil.

Braun retrata a Herbalife que tem presença em 95 países e 3,2 milhões de distribuidores, em um filme que retrata o ”sonho americano” de tantos fracassando como o de Julio Ulloa, do Equador.

Julio tinha uma firma de construção nos Estados Unidos, até que em 2012 um representante da Herbalife lhe ofereceu oportunidade de vender suplementos e ganhar entre R$65.500 e R$260.000 mensalmente. 

Empolgado com o negócio, trocou sua firma pela Herbalife, comprando mercadorias avaliadas em milhares de dólares. Os meses se passaram, e com a mercadoria parada sem compradores, suas dívidas começaram a crescer até que ele se viu no fracasso do sonho do trabalho fácil e sem perigo.

Assim como Júlio, milhares de latinos perderam entre R$26.000 e R$72.000 apostando em vendas da Herbalife.

O documentário contém muito material de arquivo de entrevistas e intervenções públicas de dirigentes da empresa, além da contribuição dos distribuidores de Herbalife prejudicados que explicam como a empresa funciona, com ex-distribuidores falidos que foram intimidados por simpatizantes da Herbalife com ameaças de denúncia para que fossem deportados caso continuassem difamando a empresa.

Na investigação realizada pela Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos, foram encontradas quatro práticas comerciais enganosas. As autoridades obrigaram a Herbalife a pagar o equivalente a 655 milhões de reais para quase 350.000 pessoas que perderam dinheiro na aquisição de suplementos.

A Herbalife contestou o documentário, criando um site onde diz que o filme é ”um longo vídeo publicitário que tem como objetivo fazer uma campanha contra o setor de vendas diretas”.

A empresa diz que o filme foi financiado pelo investidor americano Biil Ackman, que quer ”beneficiar sua própria aposta financeira”, tentando lucrar com a queda da empresa na Bolsa de Valores de Nova York.

Apesar disso, a companhia diz que ”está mais forte do que nunca”.

Fontes:
https://brasil.elpais.com/brasil/2017/06/09/cultura/1496969474_772741.html

Veja o comparativo dos melhores 4 cartões sem anuidade

Confira na matéria o melhor cartão entre Nubank, Credicard Zero, Inter e Digio

Cartão de crédito sem anuidade até algum tempo atrás era algo totalmente fora da realidade dos clientes.

Quando o Nubank chegou com um cartão sem anuidade, juros abaixo do mercado e sem outras tarifas ofereceu tudo o que os outros bancos não tinham, sendo um forte concorrente.

Assim, os bancos percebendo a migração dos clientes, surgiram com outros cartões na mesma proposta.

Banco do Brasil e Bradesco lançaram o Digio, também sem anuidade, sem tarifas e juros mais baixos.

O Itaú o Credicard Zero e o Banco Inter trouxe os menores juros do mercado nas versões Standart, Platinum e Black. 

  • Digio

Ainda não existe um programa de fidelidade, mas há um planejamento para a criação de um em parceria com a Livelo.

  • Nubank

É um cartão Mastercard, sendo assim, seus usuários participam do programa Mastercard Supreenda. Recentemente foi lançado o programa de fidelidade Nubank Rewards.

Ao fazer uma compra, é lançada a pontuação na fatura referente ao mesmo valor da compra, porém é cobrado uma anuidade de 12 x R$19. Cada gasto é revertido em um ponto, acumulado e registrado em tempo real. Acumulando pontos, o cliente usa em viagens, produtos/serviços de empresas parceiras como Spotify, Netflix, Amazon e Uber. É necessário uma pontuação mínima para cada serviço.

  • Credicard Zero

Cartão Mastercard, seus usuários também participam do Mastercard Supreenda.

Tem parcerias com Uber, FastShop, Extra, Netshoes, Magazine Luiza, Decolar, Zatinni e Ponto Frio. Não tem cobrança do programa de fidelidade.

  • Inter

Não tem programa de fidelidade, mas está em desenvolvimento. 

 

Todos os cartões se saem bem, mas olhando para os juros do rotativo, os cartões do Inter tem os juros mais baixos não só entre esses, mas de todos do mercado 

Fontes:
https://www.proteste.org.br/dinheiro/cartao-de-credito/noticia/nubank-digio-inter-ou-credicard-zero

Saiba como não acabar afundado no Cheque Especial no período das festas de fim de ano

Veja quais são as taxas de juros cobradas por 7 bancos

Muitas pessoas usam o cheque especial em momentos de aperto financeiro, mas a maioria não sabe que na verdade não se trata de um serviço integrante das contas correntes.

Isso costuma acontecer porque muitos bancos não cobram pela contratação do serviço, o deixando mais à mão do cliente.

Porém, o ideal é usar apenas em situações de real emergência, pois se trata de um empréstimo com custo alto. Faça de preferência com bom planejamento para rápida quitação.

Parece uma vantagem poder gastar mais do que se ganha, mas a longo prazo acaba causando endividamentos.

Foi feito um levantamento de vários bancos, e encontram taxas altíssimas de até 432,24% ao ano.

No caso, um correntista que utiliza R$ 500,00 do seu cheque especial com essa taxa de juros e permanece na dívida por cerca de um ano  (como muitos brasileiros) acaba com uma dívida de R$ 2,3 mil.

Com base nesses dados, veja as taxas de juros e CET’s (Custo Efetivo Total)  dos 7 maiores bancos do Brasil, além do CET divulgado pelo Banco Central:

  • Santander

Juros: 432,24%

CET: Não informado pelo banco

CET Banco Central: 421,50%

  • HSBC

Juros: 409,90%

CET: Não informado pelo banco

CET Banco Central: 405,55%

  • Caixa Econômica Federal

Juros: 238,67%

CET: 268,91%

CET Banco Central: 256,38%

  • Bradesco

Juros: 302,31%

CET: Não informado pelo banco

CET Banco Central: 266,19%

  • Banco do Brasil

Juros: 289,18%

CET: 324,43%

CET Banco Central: 260,29%

  • Itaú

Juros: 302,31%

CET: 358,84%

CET Banco Central: 276,25%

  • Citibank

Juros: 407,24%

CET: 454,39%

CET Banco Central: 341,07%

A melhor forma de se manter longe do tipo de situação é pedir ao banco o cancelamento do recurso, pois o cliente não tem obrigação de ter isso associado ao contrato, podendo formar saldo devedor e acúmulo de juros.


Fontes:
https://www.proteste.org.br/dinheiro/emprestimo-consorcio-e-financiamento/noticia/cheque-especial-troque-os-juros-elevados-por-modalidades-com-taxas-menores

 

Quer saber como poupar dinheiro?

A dica de um neurocientista pode salvar suas finanças

Finanças pessoais costumam ser uma luta, pois sentimos como se estas nos controlassem, e não o contrário.

Mas de acordo com Moran Cerf, um neurocientista que ensina marketing na Northwestern University, as pessoas tomam decisões precárias, mas podem ser mais inteligentes.

  • Planejar o orçamento é fazer menos escolhas para maximizar a felicidade

Cerf diz que a tomada de decisões é fundamental. Quando escolhemos o que vestir ou o que pedir no restaurante nos privamos da capacidade de tomar decisões mais importantes.

É melhor tomar decisões mais significativas, por exemplo – pedir o segundo item do menu em uma lista de especiais – evitando uma pequena escolha que não importará a longo prazo.

Quando se trata de dinheiro, o mais inteligente no orçamento é encontrar uma linha de tempo que funcione pra você. Cerf recomenda a criação de um orçamento que envolva contas pagas todo mês, supermercado durante a semana, ou seja, contas que serão pagas por pelo menos uma  década, em uma única linha de tempo- um mês ou semana por exemplo.

A maioria das pessoas se veem com falta de orçamento, com compras indevidas.

  • Orçamento semanal

Criar uma planilha com todas despesas mensais, incluindo poupança e investimentos. Depois de dividir o valor em quantias semanais em um meio termo entre orçamento mensal e diário.

A cada semana, destaque os gastos totais em verde ou vermelho, diferenciando em se está por baixo ou além do orçamento. No final do mês, mesmo com gastos inesperados, provavelmente estará no orçamento.

Com o tempo você se ajusta a ponto de não se sentir culpado, com consciência de saber o quanto pode gastar em compras. 

Quando você tem metas que movem o dinheiro do pote principal, para um menor em determinada data provavelmente terá economias regulares.

Ao estabelecer um limite semanal, se evita fazer centenas de decisões menores que seriam preocupações. 

Aprender o valor dessa troca fará toda a diferença.

Fontes:
http://www.businessinsider.com/neuroscientists-advice-for-saving-money-transformed-my-finances-2017-11
l

Budweiser, Mastercard: como 4 grandes empresas reiventaram suas marcas

Quais estratégias usadas e como foi a percepção do público
Mastercard antes e depois da mudança,

Quando uma companhia anuncia a mudança de sua logomarca, costuma fugir aos olhos do público que não se trata apenas disso, mas de uma renovação da marca que pode ser vista como boa ou ruim para o consumidor.

 

  • Budweiser

Fortemente associada ao ”Sonho Americano”, sua nova logo quis expressar o espirito do caminho duro que levou a marca como realeza de bebidas no mundo.

  • Mastercard

Para sua nova identidade, a Pentagram, empresa responsável do novo design, focou na evolução da logo desde os anos 1960, adicionando cuidadosamente uma paleta de cores que ” pareça reluzente de diferentes ângulos”.

  • Airbnb

Tendo como inspiração a cultura do Airbnb, a empresa responsável fez um profundo processo de imersão no qual quatro membros ficaram em treze cidades, testando o serviço para entender o conceito da marca, resultando uma identidade limpa com os valores-chave da empresa.

  • McDonalds

A agência Boxer, do Reino Unido e encarregada de repaginar a icônica logo, imprimiu um ar mais fresco, com o tipo robusto em uma paleta de cores vibrantes na inconfundível embalagem da empresa com arcos dourados.

Fontes:
https://www.creativeboom.com/inspiration/20-of-the-best-rebrands-that-got-it-right/


+ Links
(function() { var zergnet = document.createElement('script'); zergnet.type = 'text/javascript'; zergnet.async = true; zergnet.src = (document.location.protocol == "https:" ? "https:" : "http:") + '//www.zergnet.com/zerg.js?id=60278'; var znscr = document.getElementsByTagName('script')[0]; znscr.parentNode.insertBefore(zergnet, znscr); })();