Viciado em smartphone? Isto pode estar desregulando sua química cerebral

Pequeno estudo sugere, que para os adolescentes, ficar na internet e no smartphone em excesso pode danificar a química cerebral.

Esta duro escapar das telas, quase cem por cento de chance de você estar olhando para uma agora. Diversos efeitos ruins da internet e smartphone em excesso estão bem documentados como o link com automutilação e depressão em adolescentes.

 

A pesquisa apresentada ontem, pelo encontro anual da Sociedade Radiológica da América do Norte em Chicago. O artigo apresentado pelo Dr. Hyung Suk Seo, professor de neurorradiologia da Universidade da Coreia do Sul, encontrou  um desequilíbrio químico no cérebro dos adolescentes viciados em internet. O desequilíbrio é similar ao encontrado em pessoas com ansiedade e depressão.

Mas há boas notícias, o desequilíbrio é reversível com algumas semanas de terapia cognitiva comportamental.

Um desequilíbrio químico

No estudo, pesquisadores examinaram o cérebro de 19 adolescentes viciados em internet e uso de smartphone e 19 adolescentes não viciados no uso, utilizando ressonância espectroscópica, uma forma de exame que revela as alterações químicas na composição do cérebro.

Comparado com o grupo de controle, os adolescentes com vício em internet e smartphone mostraram um excesso de neurotransmissores do tipo GABA (gamma-aminobutyric acid) em uma região do sistema límbico, o centro de resposta emocional. GABA é um neurotransmissor inibitório, ou seja, ele bloqueia células nervosas de ativação;

O GABA existe no cérebro de todos, mas excesso do neurotransmissor em áreas erradas pode levar aos pacientes desenvolverem ansiedade, depressão e vício.

Múltiplos estudos publicados, ligam vício em álcool e outras substâncias com desequilíbrio químicos de diferentes áreas do cérebro, o estudo é o primeiro a estudar a ligação com o vício em internet .

Medindo o vício

Para a maior parte das pessoas, checar e mails pela manhã e gastar uma hora rolando o Instagram depois do trabalho não significa vício em internet.

O vício em internet é definido pela Sociedade Americana de Psiquiatria como o uso excessivo, levando a prejudicar a atividades normais, como sono e relacionamentos. Estudos ao redor do mundo situam as taxas de vício em internet, em jovens, entre 1% e 18%

Os adolescentes que participaram do estudo responderam questionário padronizado para diagnosticar o vício em internet  e smartphone. Dada a pequena natureza da amostra no estudo, os pesquisadores dizem que é muito cedo para ligar o desbalanceamento químico encontrado com ansiedade e depressão .

 

Fontes:
https://www.livescience.com/61075-internet-smartphone-addiction-chemical-imbalance-brain.html